Licenciatura em Arquitectura e Urbanismo (Praia) - NOVO

Departamento de Ciências Empresariais e Tecnológicas

 

ulcv arquitectura-urbanismo

 

Apresentação do Curso

O curso de Licenciatura em Arquitectura & Urbanismo, da Universidade Lusófona de Cabo Verde, oferece uma formação adequada, que visa o desenvolvimento urbano e territorial numa perspectiva de coesão social e económica de Cabo Verde.

Em Cabo Verde não existe qualquer licenciatura que una as áreas científicas de Arquitectura e Urbanismo, sendo a oferta formativa de 2º ciclo de estudos (Mestrado) ainda insuficiente.

Aos 3 de Junho de 2015, a Ordem dos Arquitectos de Cabo Verde conta com 108 (cento e oito) arquitectos inscritos e autorizados a exercerem a profissão, porém o número de Urbanistas cabo-verdianos com formação específica em Urbanismo é inferior a 10 (dez). O curso corresponde à necessidade de Cabo Verde se dotar de recursos Humanos com formação na área específica da Arquitectura mas também do Urbanismo e do Ordenamento do Território, visando melhoria da qualificação e desempenho técnico das autarquias e da Administração central e na qualidade de profissão liberal.

O Plano de estudos está estruturado de acordo com as orientações internacionais sobre a matéria, assegura uma forte componente pluridisciplinar, tem em consideração especificidades próprias do País e prevê a flexibilidade necessária para integrar um processo de melhoria permanente. O curso assegura formação adequada para prosseguimento de estudos ao nível de Mestrado e de Doutoramento em Arquitectura, Urbanismo e Ordenamento do Território. Está igualmente adaptado ao Sistema Europeu de Transferência de Créditos de modo a facilitar a circulação dos estudantes entre universidades.

O curso situa-se numa área profissional que tende a desenvolver-se, devendo oferecer no presente, médio e alongo prazo um elevado capacidade de criação de postos de trabalho na administração local e central e no exercício de profissão liberal.

Fundamentação

A importância das cidades no mundo contemporâneo é um facto determinante para o futuro da humanidade. O Departamento da Economia e Assuntos Sociais das Nações Unidas estima que no ano de 2030 cerca de 60,8% da população mundial será urbana, ao passo que nos países da CPLP esse valor ultrapassará 80%.

Em Cabo Verde a situação é idêntica e por consequência igualmente preocupante. Com efeito devemos ter em consideração que a população urbana cabo-verdiana passou de 21,45% em 1975, para 61,1% em 2010, ao mesmo tempo que a população rural do país se manteve estacionária.

Ou seja passou de 68.000 residentes nas áreas urbanas em 1975 para 346.000 na actualidade ou seja cinco vezes mais.

Por outro lado, e que segundo as projecções das ONU, essa percentagem será de 72,5% em 2020 e 80,8 em 2050. Não só nos últimos anos o crescimento da população do País corresponde ao crescimento das cidades, como no futuro esta situação continuará a agravar-se.

Em números absolutos a população passará dos actuais 346.000 habitantes para 465.000 em 2020 e 596.000 em 2050.

Estes indicadores dão conta da imensa tarefa ao nível do Urbanismo e do Ordenamento do Território que o País enfrenta e enfrentará no futuro, não só para a requalificação das áreas urbanas desqualificadas existentes, como também, olhando para o futuro, dotar os organismos públicos de recursos Humanos devidamente qualificados para desenvolverem não só estudos planos e projectos com incidência nos espaços urbanos e na organização territorial do País, como também criarem e implementarem políticas de gestão urbana sustentáveis.

A decisão Urbanística para a sustentabilidade é de natureza multidisciplinar (como em todos os outros campos científicos e profissionais) e assenta cada vez mais numa visão integradora das questões urbanas onde se articulam as componentes técnicas, jurídicas, ambientais, económicas e sociológicas.

Neste sentido, a decisão urbanística refere-se no seu todo à dinâmica da gestão, da qualificação e da transformação da cidade, sendo por isso distinta por exemplo da intervenção da arquitetura e da engenharia civil, na medida em que estas áreas se identificam com o saber e prática profissional para a criação e edificação arquitetónica e com as técnicas da construção civil e do cálculo e realização técnica de estruturas e infraestruturas.

Esta visão integradora exige cada vez mais competências específicas na área da Arquitectura, do Urbanismo e do Ordenamento do Território que facilitem o trabalho interprofissional num mundo atual marcado por múltiplos processos de globalização.

Na verdade o processo de urbanização que afeta em particular desde há uma trintena de anos o planeta de forma global, acarretou novos e diversos problemas progressivamente de maior complexidade, à qual as formações tradicionais não conseguiram objectivamente incorporar dando, em particular nos países lusófonos, a resposta científica, técnica e profissional necessária.

Não pode naturalmente existir trabalho qualificado sem formação qualificada.

Neste contexto o desafio que defronta as instituições cabo-verdianas de Ensino Superior, neste início de século XXI é dotar o País de quadros formados de acordo com o moderno entendimento do lugar e da função que a Arquitectura e o Urbanismo ocupam no desenvolvimento sustentável das cidades e das sociedades.

Igualmente, a sociedade no seu todo enfrenta o desafio de encarar a Educação para o Urbanismo como parte da democratização, do direito de participação e do pleno exercício da cidadania.

Por maiores que sejam os problemas que enfrentam as cidades e aldeias em Cabo Verde, é sempre tempo reforçar e nalguns casos iniciar um processo urbanístico de verdadeiro planeamento, tecnicamente sustentado e participativamente definido, visando por um lado a urgente resolução dos problemas atuais que não cessam de aumentar e por outro lado visando a qualificação, reabilitação e transformação das cidades, articuladamente com o ordenamento sustentável do território que assegure a gestão dinâmica e inteligente dos recursos naturais.

Relativamente à situação actual, é ainda forçoso reconhecer que os perfis profissionais que se tem ocupado das questões do foro da Urbanística provem de formações universitárias afins, que sempre se revelaram muito insuficientes face à complexidade dos problemas urbanísticos em questão, tão simplesmente pelo facto de serem e bem, destinadas a formar licenciados para o exercício de outras profissões.

Os órgãos da administração central e local nem sempre possuem recursos humanos devidamente qualificados para a definição, implementação, monitorização e avaliação de Planos e Programas do domínio da Urbanística como se torna evidente da maioria das autarquias recorrer a empresas geralmente internacionais para a execução dos actuais Planos Directores Municipais. A experiência profissional adquirida ao longo de anos pela quase totalidade dos quadros actuando neste domínio no País é sem dúvida da maior relevância, mas obviamente não se pode substituir à formação de base em Urbanismo e Ordenamento do Território, que em termos nacionais importa desenvolver.

É neste contexto que o Curso de Licenciatura em Arquitectura e Urbanismo que se apresenta, encontra a sua razão de ser objectivando uma formação aberta às diferentes áreas do conhecimento mas focada nas competências profissionais e técnicas que modernamente se devem exigir de um Urbanista.

Para tal, a elaboração do presente Programa de Estudos teve por referência as orientações e recomendações internacionais sobre a formação na área específica do urbanismo, objectivando a estrutura do Curso, o modelo de ensino aprendizagem e os conteúdos programáticos a serem leccionados.

Igualmente a duração do curso (5 Anos incluindo um estágio curricular e a elaboração de um trabalho final de curso), corresponde ao tempo necessário para a aquisição do vasto leque de matérias, como também o tempo de sedimentação dos conhecimentos e seu confronto com as problemáticas arquitectónicas e urbanísticas de Cabo Verde.

Esta Licenciatura em Arquitectura e Urbanismo não esgota naturalmente a formação dos recursos humanos neste domínio. Pelo contrário consideramos que representa uma base sólida para o prosseguimento de estudos a nível de Mestrado e Doutoramento, sem esquecer a formação contínua ao longo da vida pela qual se buscam permanentemente actualizações e aprofundamentos visando a compreensão e solução para as complexas problemáticas urbanística que o País enfrenta é continuará a enfrentar.

Grau ou Diploma conferido | Duração

Licenciado | 10 Semestres

Direcção de Curso

Mestre Ana Mafalda Rodrigues

 

Condições de Ingresso

Consultar Normas Gerais de Ingresso 2012/2013

 

http://www.ulusofona.edu.cv/servicos/regulamentos/188-nomas-gerais-de-ingresso-2012-2013.html

 

Objectivos

A Licenciatura em Arquitetura & Urbanismo apresenta um plano de estudos com um perfil formativo original no panorama nacional. 
Sendo a formalização e materialização construtiva do pensamento a principal competência do arquiteto e do urbanista, pretende-se que o futuro profissional tenha um perfil de forte capacidade teórica e crítica e simultaneamente avançadas competências instrumentais quer de conceção e representação, como técnico-construtivas. Acreditamos que o arquiteto e urbanista do futuro terá de apresentar grande capacidade teórico-crítica, grande desenvoltura e competência no uso de instrumentos de conceção (dos esquissos aos sistemas digitais de conceção), assim como um conhecimento técnico-construtivo atual e sobretudo capaz de se auto-atualizar. Saber interpretar a história e consequentemente o presente pela construção teórico-crítica, implica um profissional com convicções, capaz de estruturar e defender ideias próprias.

O urbanista coordena e colabora na execução de estudos e planos que visam o ordenamento do território e os planeamentos físico, espacial, ambiental, urbano e rural: define e executa, integrando equipas interdisciplinares, planos relacionados com fenómenos de urbanização e do desenvolvimento nas suas múltiplas vertentes, nomeadamente habitacional, industrial, comercial, rural e infraestruturas; identifica situações, formula diagnósticos e propõe soluções para a organização do espaço; estuda e concebe modelos ou possíveis soluções desenhadas, tendo em vista obter a integração funcional e estética em cada área do território considerado; coordena a elaboração de planos urbanísticos e estudos complementares e acompanha a sua implementação e os processos de negociação, divulgação e participação pública. Pode coordenar o ordenamento e planeamento de áreas fora dos aglomerados urbanos, nomeadamente agroflorestais, turísticas, industriais e zonas de parques e reservas.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

A Licenciatura em Arquitectura & Urbanismo tem por objetivo principal fornecer não só a formação inicial e especifica nestas áreas com vista ao exercício da profissão de Arquitecto e Urbanista, como também desenvolver nos alunos um conjunto de capacidades que lhe proporcionem a aprendizagem ao longo da vida e a sua integração no quadro interdisciplinar da prática da arquitectura e do urbanismo. Visa igualmente criar condições necessárias para o prosseguimento de estudos de 2º e 3º ciclo. 

Na definição dos objetivos específicos foram tidos em consideração vários documentos nacionais e internacionais particularmente significativos, que caracterizam a formação necessária para a prática profissional.
Assim, o 1º ciclo em Arquitectura & Urbanismo pretende que os futuros profissionais adquiram as seguintes competências:

-         Capacidade para conceber projetos de arquitetura que satisfaçam as exigências estéticas e técnicas;
Capacidade de apreender as relações entre o homem e os edifícios;

-         Capacidade para apreender as relações entre os edifícios e o seu ambiente;

-         Capacidade para relacionar entre si os edifícios e espaços em função das necessidades e escala humana;

-         Capacidade técnica para conceber construções que satisfaçam as exigências dos utentes, dentro dos limites impostos pelos fatores económicos e regulamentares da construção;

-         Identificar as necessidades presentes e futuras dos meios urbanos citadinos e rurais, e compreender os contextos urbanísticos no quadro da teoria Urbanística e do enquadramento histórico próprios;

-         Propor, sob forma de políticas, de planos de ordenamento e de planos e projetos de urbanismo, as ações necessárias para desencadear, organizar e promover a mudança, e a qualidade Urbanística;

-         Integrar na prática Urbanística os resultados de avaliações e de estudos de situação e prospetivos, tendo em consideração as diferentes condicionantes de natureza ambiental e geográficas nas diferentes escalas espaciais;

-         Manusear com segurança os recursos tecnológicos modernos em particular os que são orientados para a prática do urbanismo;

-         Assimilar e envolver na sua prática profissional ou teórica as contribuições feitas ao urbanismo pelas disciplinas e áreas disciplinares afins;

-         Assegurar o controle da execução de obras de urbanização e de Ordenamento do Território.

Recursos e Instalações

A Universidade Lusófona de Cabo Verde está dotada dos recursos técnicos (hardware e software) adequados ao ensino e prática projectual em matéria de Infraestruturas urbanas, redes rodoviárias, desenho assistido por computador (CAD) e Sistemas de Informação Geográfica (SIG).

Possui igualmente os equipamentos informáticos e respectivo acesso à Internet (Impressoras de médio e grande formato, mesas digitalizadora, impressoras A4 etc.).

Para apoio pedagógico os alunos terão acesso a recursos e-learnig dedicados ao curso, incluindo recursos para vídeo-conferência.

O Ciclo de estudo dispõe das seguintes instalações de apoio às atividades letivas: Sala de Desenho; Laboratório de Informática; Oficina de trabalho de materiais; Sala de Exposição; Centro de Trabalho Tecnológico; Biblioteca e Salas de Estudos. Todas as nossas salas estão igualmente equipadas com Videoprojetor portátil, PC/Netbook portátil e retroprojetor.

Parcerias

O curso beneficia das parcerias já estabelecidas em particular entre a ULCV e autarquias nacionais e estrangeiras, associações de autarquias, outras universidades.

Solicitará de imediato a sua afiliação na Association of African Planning Schools (AAPS), que é a principal organização africana reunindo actualmente 43 universidades de países africanos com formação na área do Urbanismo e do Ordenamento do Território. Esta organização integra por sua vez a Global Planning Education Association Network (GPEAN) onde estão associadas universidades e organizações internacionais para o desenvolvimento do ensino e seus padrões de qualidade de todos os continentes.

Estudos Futuros

O grau de licenciado permite a candidatura a estudos pós-graduados, nomeadamente Doutoramentos. 

Saídas Profissionais

As saídas profissionais a que se procura dar resposta em termos de saberes e competências correspondem ao quadro profissional das instituições públicas e privadas que atuam no âmbito da arquitectura, do urbanismo e do ordenamento do território, nomeadamente Direções-Gerais e regionais, Autarquias, Associações de Municípios e Gabinetes Privados que prestam serviços no âmbito da arquitectura, planeamento e ordenamento do território. A formação ministrada permitirá ao futuro profissional capacidade para atuar no âmbito específico da Arquitectura, Urbanismo e Ordenamento do Território e também como consultor para as áreas específicas da arquitectura, do planeamento e ordenamento do território em equipas multidisciplinares de áreas conexas.

Este curso segue as orientações do Conselho Europeu de Urbanistas e da Associação Europeia de Universidades com Urbanismo (AESOP).

O grau de Licenciado em Arquitectura & Urbanismo é o único grau reconhecido pela Ordem dos Arquitetos Cabo-Verdianos para o exercício da profissão de Arquiteto e Urbanista.

De forma sucinta, a presente formação superior permite ao licenciado trabalhar em:

-         Autarquias, Administração Central, Regional e Local;

-         Promotores Imobiliários;

-         Gabinetes de consultoria e fiscalização;

-         Empresas de Engenharia, Arquitectura e Planeamento;

-         Empresas de outros ramos de actividade como assessoria na área da construção, do urbanismo e gestão do território;

-         Docência e Investigação.

Áreas Científicas

Arquitectura e Urbanismo

 

Plano de Estudos

 

Disciplinas

Duração

1º Ano

Elementos da Arquitectura I

1º Semestre

Sistemas Construtivos I

1º Semestre

Desenho I

1º Semestre

Geometria Descritiva

1º Semestre

Teoria e História da Arquitectura I

1º Semestre

História da Arquitectura e das Artes I

1º Semestre

Elementos da Paisagem e Urbanismo

1º Semestre

Elementos da Arquitectura II

2º Semestre

Sistemas Construtivos II

2º Semestre

Desenho II

2º Semestre

Topografia e Cartografia

2º Semestre

Teoria e História da Arquitectura II

2º Semestre

História da Cidade e do Território

2º Semestre

Desenho assistido por Computador (CAD)

2º Semestre

Português Técnico

2º Semestre

 

2º Ano

Projecto I

1º Semestre

Sistemas Estruturais I

1º Semestre

Laboratório de Urbanismo I

1º Semestre

História da Arquitectura e das Artes II

1º Semestre

Geografia Física da República de Cabo Verde

1º Semestre

Antropologia do Espaço I

1º Semestre

Planeamento Urbano e Ordenamento Território

1º Semestre

Língua Estrangeira (Inglês / Francês) I

1º Semestre

Projecto II

2º Semestre

Sistemas Estruturais II

2º Semestre

Laboratório de Urbanismo II

2º Semestre

História da Arquitectura e das Artes III

2º Semestre

Ecologia Urbana e Sustentabilidade

2º Semestre

Antropologia do Espaço II

2º Semestre

História e Teoria do Urbanismo Contemporâneo

2º Semestre

Língua Estrangeira (Inglês / Francês) II

2º Semestre

 

 

3º Ano

Projecto III

1º Semestre

Sistemas Construtivos III

1º Semestre

Sistemas Estruturais III

1º Semestre

Laboratório de Urbanismo III

1º Semestre

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) I

1º Semestre

Infraestruturas Urbanas

1º Semestre

Sociologia Rural e Urbana

1º Semestre

Economia Regional e Urbana

1º Semestre

Direito do Urbanismo

1º Semestre

Projecto IV

2º Semestre

Sistemas Construtivos IV

2º Semestre

Sistemas Estruturais IV

2º Semestre

Laboratório de Urbanismo IV

2º Semestre

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) II

2º Semestre

Planeamento de Transportes

2º Semestre

População e Sociodemografia

2º Semestre

Processos Digitais

2º Semestre

 

 

4º Ano

 

Projecto IV

1º Semestre

Teoria da Arquitectura I

1º Semestre

Gestão Urbanística

1º Semestre

Urbanismo e Património

1º Semestre

Arquitectura Bioclimática

1º Semestre

Laboratório de Reabilitação Urbana

1º Semestre

Reabilitação e Conservação de Edifícios

1º Semestre

Projecto V

2º Semestre

Teoria da Arquitectura II

2º Semestre

Instrumentos de Intervenção Urbanística em Assentamentos Informais: Plano, Programa e Projeto

2º Semestre

Habitação Social

2º Semestre

Problemáticas do Urbanismo Contemporâneo

2º Semestre

Desenvolvimento Urbano em Meio Rural

2º Semestre

Ordenamento do Território

2º Semestre

 

 

5º Ano

SEMINÁRIO I – Urbanismo e Administração

1º Semestre

SEMINÁRIO II – Deontologia e Prática Profissional

1º Semestre

SEMINÁRIO III – Direito Urbano e Regulamentação da Edificação

1º Semestre

ESTÁGIO CURRICULAR

1º Semestre

SEMINÁRIO I – Cidadania e Participação no Planeamento

2º Semestre

SEMINÁRIO II - Planeamento Estratégico

2º Semestre

SEMINÁRIO III – Gestão de Planos

2º Semestre

PROVA FINAL DE CURSO

2º Semestre

 

 

 

 

Faça a candidatura online para a Licenciatura em Arquitectura e Urbanismo aqui